Skip to content

Rede – Os guardiões

Liga

Os guardiões

Diário de Bordo da Liga

guardioes.os

Município

Euclides da Cunha Paulista

Quantos especialistas sua liga consultou?

ESPECIALISTAS

CONSULTAS

ADESÕES

Professores

2

1

Avó ou avô de uma pessoa da liga

1

1

Agricultores/as e produtores/as rurais

1

1

Cientistas

0

Ativistas e membros de organizações sem fins lucrativos (ONGs)

0

1

Comerciantes, empresários, empreendedores locais

0

0

Pajés

0

0

Iyalorixás

0

0

Lideranças comunitárias

0

0

Moradores antigos da microbacia

1

1

Lideranças religiosas

0

0

Quais são as principais características da microbacia?

A UGRHI-22 (Unidade Hidrográfica de Gestão dos Recursos Hídricos do Pontal do Paranapanema) caracteriza-se por sua localização no extremo oeste do estado de São Paulo, na área limítrofe com os estados do Mato Grosso do Sul e do Paraná. São 26 os municípios integrantes, encontrando-se total ou parcialmente inseridos na UGRHI-22. São as cidades de: Álvares Machado, Anhumas, Caiuá, Estrela do Norte, Euclides da Cunha Paulista, Iepê, Indiana, Marabá Paulista, Martinópolis, Mirante do Paranapanema, Nantes, Narandiba, Piquerobi, Pirapozinho, Presidente Bernardes, Presidente Epitácio, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Rancharia, Regente Feijó, Rosana, Sandovalina, Santo Anastácio, Taciba, Tarabai e Teodoro Sampaio.
Internamente, além das questões sociais e econômicas intrínsecas à ocupação da UGRHI-22, existem aspectos físicos que correspondem, em última instância, a dificuldades para a gestão integrada dos recursos hídricos da área, conforme destaca Leal (2000):• Não se trata de uma bacia hidrográfica única. Ela encontra-se compartimentada em diversas sub-bacias. Não, há, nesse sentido, possibilidade de uma delimitação singular da bacia, segundo critérios geomorfológicos, com um divisor de águas e uma rede de drenagem principal.
• A presença de importantes rios em seus limites e a necessidade de gestão compartilhada – descentralizada, integrada e participativa – das águas é um paradoxo frente às recomendações da atual política ambiental. Considerar a bacia hidrográfica como unidade adequada para a gestão das águas se contrapõe às delimitações político-administrativas, que utilizam tais corpos d´água para “separar” o território.
• O dinamismo da gestão participativa requer adoção de delimitações flexíveis no território de atuação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Pontal do Paranapanema (CBH-PP) e dos demais comitês com influência na área.
• A inexistência de um rio principal dificulta a construção de sentido de unidade da área e de sentimento de pertencimento ao rio, inibindo a participação popular no processo decisório.

Qual a importância dela pro seu território?

Vegetação remanescente, Unidades de Conservação de Proteção Integral e de Uso Sustentável e Biodiversidade
A vegetação natural, que cobre cerca de 7% da área da UGRHI, encontra-se bastante fragmentada, com predominância de remanescentes da Floresta Estacional Semidecídua e Cerrado. O município de Teodoro Sampaio abriga em seu território 25,2% de vegetação nativa, compreendidos no Parque Ecológico Morro do Diabo, que se constitui em uma Unidade de Conservação de Proteção Integral com Plano de Manejo aprovado pelo CONSEMA, além disso, registra também, a RPPN Vista Bonita (federal) no município de Sandovalina e a RE Pontal do Paranapanema. Os municípios de Teodoro Sampaio e Presidente Epitácio recebem compensação financeira (ICMS Ecológico). A região apresenta um patrimônio biológico de Floresta Atlântica e Cerrado, bem como algumas espécies floristicas exóticas. Diversas espécies de animais encontrados na UGRHI são exclusivas da Mata Atlântica.
Caracterização sócio econômica
O pontal do Paranapanema caracteriza-se pelo elevado grau de mecanização de agricultura, notadamente nas culturas de cana. Conta também com agroindústrias representadas pelos frigoríficos, indústrias alimentícias, óleos e gorduras vegetais e atividades relacionadas ao setor de serviços, principalmente em Presidente Prudente. A Taxa Geométrica de Crescimento da População – TGCA é de 18,29, a densidade demográfica de 36,2% e o IDHM de 16,133.
Uso e ocupação do solo
A atividade predominante na região é a agropecuária e nos últimos anos a cana de açúcar. Cerca de 63,4% da área total da UGRHI é destinada à pastagem, 16% ao uso agrícola e 8% de cobertura vegetal nativa.
Praias e reservatórios
A UGRHI 22 possui 4 grandes usinas hidrelétricas(UHEs):UHE Engenheiro Sergio Mota,UHE Taquaruçu,UHE Rosana e UHE Capivara.Registra o percentual de áreas inundadas de 25%, sendo o maior do Estado de São Paulo.

O que precisa melhorar?

A limpeza das margens do nosso rio que inclui um balneário municipal;
• Disponibilização de uma ponte ligando o estado de São Paulo ao estado; Paraná (município de Euclides da Cunha ao município de Terra Rica);
• Criação de programa de combate ao assoreamento;
• Formação de mata ciliar;
• Proteção das nascentes e dos afluentes do rio Paranapanema;

Vocês descobriram uma história intrigante sobre ela? Conte aqui!

Dizem que há muitos anos atrás, um casal de noivos foi tomar banho no rio Paranapanema, no município de Euclides da Cunha Paulista. Em um dado momento, a noiva começou a se afogar, quando seu noivo pulou para salvá-la.Ambos sumiram no fundo do rio e quando acharam os corpos, estavam abraçados um ao outro. A população do local atribui o fato ao amor que os uniu até a eternidade.

Algo a mais para compartilhar?

Próximo a Escola Paulo Coelho existe uma nascente que deságua no Rio Paranapanema. A mesma teve suas imediações invadidas por moradores, que cultivam hortas e plantações de mandioca.
A comunidade por diversas vezes solicitou a Prefeitura Municipal que fosse tomada providências necessárias para limpeza e manutenção do local, mas até o momento nada tem sido feito no sentido de preservação da mesma.