Skip to content

Rede – Conect@dos com as Ciências

Liga

Conect@dos com as Ciências

Diário de Bordo da Liga

https://www.instagram.com/conectados_com_as_ciencias/?hl=pt-br

Município

Jaboatão dos Guararapes

Quantos especialistas sua liga consultou?

ESPECIALISTAS

CONSULTAS

ADESÕES

Professores

14

14

Avó ou avô de uma pessoa da liga

Agricultores/as e produtores/as rurais

Cientistas

5

5

Ativistas e membros de organizações sem fins lucrativos (ONGs)

3

3

Comerciantes, empresários, empreendedores locais

Pajés

Iyalorixás

Lideranças comunitárias

Moradores antigos da microbacia

Lideranças religiosas

Quais são as principais características da microbacia?

1 – Nasce em Vitória de Santo Antão e deságua no mar em Barra de Jangada, Jaboatão dos Guararapes;
2 – O processo de urbanização afetou drasticamente a qualidade da água do rio e da mata ciliar, causando muita poluição, contaminação, desmatamento, comprometimento da existência da fauna e flora da Mata Altântica;
3 – O rio corta tanto a zona rural, de engenhos, como urbana, logo se liga também ao processo histórico de exploração da cana-de-açucar para o desenvolvimento econômico no Brasil colônia. Essa característica deixa claro o quanto de tempo a bacia vem sendo explorada e atingida pelas ação do homem.
4 – No entorno da escola, a comunidade do Lote 92-VIla RIca, não tem acesso a água encanada oriunda da Companhia pernambucana de saneamento (COMPESA), sobretudo aqueles do entorno do rio, e outros moradores tem, mas com tempo de 30 a 45 dias de fornecimento. Por isso, é comum a água oriunda dos poços artesanais, os quais não tem qualidade para o consumo, devido análise físico-químicas e biológicas realizadas com o apoio da SOS Mata Atlântica, além de serem construídos ao lado de cocheiras, assim como no rio apresenta as mesmas condições; Outro aspecto a destacar é a cidade de Jaboatão dos Guararapes ocupar o segundo lugar do Brasil em péssimas condições de saneamento básico, segundo um ranking de notícias do G1. O que torna o rio mais ainda poluído e contaminado, pois tudo é despejado nele.
5 – A presença de poluição e contaminação decorrente do despejo de resíduos sólidos e líquidos no rio e em seu entorno pelos próprios moradores e empresas do entorno.

Qual a importância dela pro seu território?

Ser, alguns casos a única fonte de água para o consumo, lavando pratos, roupas, tomando banho, cozinhar, lavar animais, como cavalos, cachorros e galos, pesca e nas pedras as mulheres ainda tratam carnes e peixes no próprio rio. Além, local de diversão para a comunidade.

O que precisa melhorar?

As condições físico-químicas e biológicas das águas do rio; a cultura da comunidade no trato com o rio, enquanto recurso natural em escassez e bem comum para todos; fornecer água boa para o consumo a população local para minimizar os impactos sobre o rio decorrentes das ações humanas inconsequentes, através de soluções oriundas dos agentes violantes públicos, como o CPRH, a COMPESA e a secretaria de meio ambiente da cidade; A preservação da Mata Atlântica para proteção ambiental da fauna e flora da região, garantindo melhores condições de vida a todos, equilibrados eclogicamente; O destino dos resíduos de modo adequado, por coleta seletiva; O destino do óleo caseiro de frituras para reuso, não no rio.

Vocês descobriram uma história intrigante sobre ela? Conte aqui!

No entorno do rio, encontramos fogão industrial, muitas mochilas com roupas, fraldas descartáveis dentro do rio, como também muita água sanitária vazia, deixada pela comunidade. E, no seu entorno, visualizamos um colchão, com mosquiteiro, provavelmente, para alguém dormir no entorno do rio, por não ter moradia.

Algo a mais para compartilhar?

Ao lado do rio a criação de animais, como bois e cavalos, cocheiras.